Trabalho Social e Ambiental

Ações Solidárias na Pandemia em Comunidades 

Campanha solidária para com a Comunidade Mauro, na região da Saúde, na Pandemia. Na primeira etapa, arrecadação de 600 cestas básicas, junto de outros movimentos em que houve mais doações, alimentos colhidos de hortas, ajudando produtores familiares de hortifrutis ao mesmo tempo e cerca de 2000 máscaras. Estivemos até setembro entregando cerca de 40 toneladas de alimentos ao todo, e mais de 5000 máscaras. Também entregamos na Comunidade do Jd Elba na Zona Leste e para Comunidade Imigrantes Boliviana também na Zona Leste.

Horta Comunitária da Saúde

Nasceu em nov/2013, como uma ocupação de um espaço público e ocioso, com acumulo de lixo, entulho e matagal alto, gerando insegurança para a população. Construímos de maneira sustentável, com captação de água de chuva em cisternas, composteira termofílica e composteira com minhocário para tratarmos todo resíduo orgânico gerado por ela e absorver podas de prédios e residências da vizinhança, que também seguiam para o aterro sanitário. Todo material utilizado por ela era coletado em caçambas, como telhas e madeiras para reutilizar resíduos e rejeitos e reaproveitar na Horta. Plantamos várias culturas e muitas pancs (plantas alimentícias não convencionais), para sairmos da mesmice e aprender sobre os matos que se comem. Pregamos a permacultura, para que não esgotemos os recursos naturais e sabermos usar a abundância, cuidando das pessoas, do planeta e do futuro. A vida no solo é o principal foco da Horta, sem veneno e agrotóxico, e portanto sem contaminação, gerando permeabilidade e uma biodiversidade na superfície do solo através da cobertura orgânica, dando um olhar especial aos resíduos orgânicos e sólidos, além das abelhas, da avifauna e às pessoas que participam ou nos acompanham.
Também é um espaço de compartilhamento, onde quem sabe, ensina, e quem não sabe, aprende. Todos focando na educação sócio ambiental. A partir de então, nasceram várias ações e campanhas solidárias, como a mobilidade com passeios a pé e de bike, um fortalecimento local, junto ao Fórum Agenda 2030 e CADES, com políticas públicas, feira orgânica, plantios arbóreos pela cidade de São Paulo e outras regiões, ações com resíduos (gerando compostagens em residências), reciclagens de resíduos sólidos e várias outras pequenas boas práticas do nosso cotidiano.

Plantio de Áreas Verdes, Ermelino Matarazzo - 22/02/2020

Plantio em áreas verdes junto ao Muda Ermelino, ao lado do córrego Ponte Rasa.  Ermelino Matarazzo ganhou quase 20 árvores frutíferas e nativas como Cabeludinhas, Uvaias, Palmitos Juçara, Dedaleiros e outras que irão ajudar a atrair avifauna, abelhas e mais saúde para a região. Articulamos a obtenção das mudas e ajudamos no Plantio.

Plantio Global III

O Plantio Global foi criado em 2017 junto ao Conselho de Meio Ambiente da Subprefeitura da Vila Mariana, Coletivo Horta da Saúde, Ecobairro Brasil, em parceria com o Fórum Agenda 2030 e Secretaria do Verde e Meio Ambiente, com o foco de incentivar grupos e pessoas a plantarem de maneira correta, no local correto, a espécie correta e de cuidar após o plantio. 

A foto é do Plantio Global III, que ocorreu na Vila Mariana, com a participação de cerca de 1000 voluntários, plantando árvores, estendendo o Corredor Verde Polinizador (CVP), implementado em 2017 nos arredores do Instituto Biológico com espécies nativas e melíferas. Essa ação foi realizada com novos parceiros como a Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento e o Instituto Biológico, além de uma série de outros coletivos e iniciativas que colaboraram com oficinas e ações educativas e aconteceram simultaneamente ao plantio. A cada ano, aumentava a adesão e no Plantio Global II, tivemos mais de 100 cidades pelo Brasil e 
países como Austrália, Eslovênia, Espanha, Equador, EUA, França, Japão, Inglaterra, Itália e México.

PPAC III

Domingo, dia 16/09/18, ocorreu a 3a etapa do PPAC , um plantio comunitário em calçadas, baseado nas espécies selecionadas e plantadas coletivamente. 
O projeto piloto de arborização de calçadas está sendo executado em um quadrilátero no bairro da Saúde, a partir de uma metodologia participativa, envolvendo os moradores e comerciantes locais. Todo o processo está sendo documentado, para que no futuro possa ser replicado em outras áreas da cidade de São Paulo. A execução está a cargo do Cades Vila Mariana, juntamente com a PRVM - Prefeitura Regional Vila Mariana e a SVMA - Secretaria do Verde e do Meio Ambiente. No dia 30/07/2018, foi realizado um treinamento teórico-prático na chave arborizar com 50 participantes.

Corredor Verde Polinizador

Em 28/05/2017, ocorreu no Instituto Biológico, Vila Mariana, o plantio do Corredor Verde Polinizador (CVP) de 43 árvores, várias herbáceas, arbustivas e forrageiras, adicionados as 60 árvores já existentes na calçada em frente ao Instituto Biológico e na calçada em frente ao Museu do Instituto. Essas novas árvores foram selecionadas seguindo um critério que se enquadra na lista da SVMA. Precisam ser adequadas à calçada, pertencer às espécies da Mata Atlântica nativa de São Paulo , estar catalogadas na portaria 61 da SVMA, ter atrativos melíferas, avifauna e entomofauna. Foi uma ação do Instituto Biológico/SAA, organizada e implementada pelo CADES/Agenda 2030 Vila Mariana, em parceria com a SVMA, PR Vila Mariana, PR Lapa, Horta da Saude, Ecobairro e SOS Abelhas sem ferrão. Vários parceiros para oficinas e coletivos engajados ao meio ambiente: Rios e Ruas, Arborizadores, Compostagem Lapa, Oráculos das Árvores, Flores no Cimento, Give Box, Oficina de brinquedos com recicláveis com Leo Stinghen, Bordados em folhas com Clarice, Bombas de sementes com Jaqueline, Pintura em cima do Riacho Caaguaçu, Pintura de Placas com Flores no Cimento, Exposição das Hortas Urbanas através de um mapa com todas as hortas e vários hortelões urbanos, trocas e doações de mudas e sementes com o Semear Conhecimentos, entre outros.

Plantio coletivo da Floresta Heliópoles

Em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, fizemos um plantio de uma floresta, com cerca de 250 árvores, sendo 220 da Mata Atlântica nativa SP e cerca de 30 frutíferas da comunidade. Plantio realizado pela união de dois Conselhos do Meio Ambiente. Juntos, Conselhos e Prefeituras Regionais da Vila Mariana e Ipiranga, Secretaria do Verde e Meio Ambiente. Quem ganha é a comunidade Heliópolis e a cidade de São Paulo. Essa ação foi um reflorestamento em área periférica, próximo à comunidade Heliópolis, por isso além das nativas que irão beneficiar o entorno, foram plantadas muitas frutíferas, que era um desejo da própria comunidade.

Iniciativa do CADES/Agenda2030 Vila Mariana e articulação conjunta com o CADES Ipiranga. Participação de vários coletivos e parceiros, cada vez mais juntos, como a Horta Comunitária da Saúde, Muda Ipiranga, Ecobairro, Muda Leopoldina, Pedra90, Muda Mooca, Oquidea, SOMA, Eletropaulo, Arborizando Osasco, Missão Ambiental, PAVS, Flores No Cimento, Maesp, Coletivo Terra, Sorriso Sustentável, Horta FMUSP, Bloomberg, 
Sabesp e vários plantadores individuais que sempre nos acompanham para exercer a cidadania e melhorar nosso Planeta.

Ações com Bikes fortalecendo a energia limpa e a mobilidade

12/01/20 , foi a última ação de bike antes de iniciar a pandemia. Realizamos cerca de 4 passeios de bike entre as hortas comunitárias para conscientizar as pessoas e para fortalecer a mobilidade e a energia limpa, desincentivando o uso carro para ir ao trabalho ou a qualquer local, emitindo menos CO2 e reduzindo a poluição do ar e sonora na cidade. Além disso, as ciclovias são fundamentais para a segurança dos ciclistas , onde pressionamos a continuidade da construção das mesmas na regional da Vila Mariana (Saúde, Moema e Vila Mariana) na subprefeitura da Vila Mariana. Também fortalecemos a conscientização dos motorizados em relação aos cuidados com acidentes. Esses passeios são iniciativas da União de Hortas Comunitárias de São Paulo, do qual sou membro fundador também, e sempre fazemos em parcerias com outros coletivos que são experientes na condução com bikes, para termos segurança nos trajetos, como Bike Anjo, SESC , e até os próprios hortelões que são experientes no dia a dia.

Feira Orgânica Saúde

Tanto tempo para viabilizar, mas enfim conseguimos! Foi uma iniciativa da Agenda 2030 - Vila Mariana e Cades Vila Mariana, por um bairro melhor, e por um planeta melhor, com o apoio da PRVM - Prefeitura Regional Vila Mariana, da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico e parceria do Gilberto Natalini e Afeagro! Temos produtos orgânicos desde a primeira feira da Saúde, que ocorre em todas às quartas feiras, das 7 às 13hs. Gratidão a todos que nos apoiaram, aos que fizeram acontecer e aos amigos da Horta Comunitária da Saúde que nos ajudaram na divulgação e  principalmente na inauguração. Vamos repetir essa dose para o fortalecimento dessa feira que é mais um ponto de sustentabilidade e saúde para a nossa região e para a cidade de São Paulo. Trazer uma feira de orgânicos significa ajudar produtores familiares agroecológicos de várias regiões de São Paulo, além de disponibilizar comida de verdade, sem agrotóxicos e sem venenos. 

Esporte é Saúde e torna a cidade mais Sustentável

Uma cidade Sustentável e mais Humanizada tem que ter mais saúde e lazer, por isso é fundamental incentivar as práticas esportivas, tanto para familia, quanto para juventude , como para a terceira idade, com passeios, caminhadas, esportes coletivos, corridas e bikes, em praças, parques e ruas.

©2020 por Sergio Shigeeda. Orgulhosamente criado com Wix.com